Versão para Impressão

Clique aqui para ver no formato original

With or Without Money

Reino Unido Tem Poucos Precedentes Para Lidar Com

Reino Unido tem poucos precedentes para lidar com pós-Brexit

* por Craig Stirling e Eddie Spence | Bloomberg

(Bloomberg) -- As autoridades britânicas que se perguntam como lidar com a saída do Reino Unido da União Europeia, caso realmente aconteça, poderiam concordar que não há um precedente de fato sobre quais seriam as consequências.

Esse foi o tema abordado pelo presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, quando fez uma apresentação para parlamentares em 1º de novembro de 2018, exatamente um ano antes, ele estava defendendo a economia pós-Brexit.

A natureza única do desafio do Reino Unido caso o governo do primeiro-ministro Boris Johnson não chegue a um acordo com a UE dificulta o trabalho das autoridades financeiras, porque as obriga a confiar na imaginação para modelar resultados complexos enquanto preparam uma resposta. Embora a projetada queda na libra tenha ocorrido regularmente em resposta a choques do passado, o mesmo não pode ser dito para uma interrupção repentina no comércio.

"Você está completamente reordenando o comércio do Reino Unido da noite para o dia - nosso sistema de fornecimento e o próprio país", disse Cathal Kennedy, economista da RBC Capital Markets e ex-funcionário do Tesouro do Reino Unido. "No contexto da história econômica que conhecemos, após a Segunda Guerra Mundial, é quase único recuar em relação a isso, de uma maneira bastante dramática."

Essa falta de precedentes é digna de nota em uma economia global que sofreu vários períodos de turbulência no último século.

Powered by Invision Community Blog
© Invision Power Services

IPS Driver Error  

There appears to be an error with the database.
You can try to refresh the page by clicking here.

Error Returned

We apologise for any inconvenience